• Cabeçalho

Apresentação

 

A Clínica Psiquiátrica de S. José (CPSJ) constitui um dos 12 estabelecimentos de saúde, dirigido pelo Instituto das Irmãs Hospitaleiras do Sagrado Coração de Jesus, Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS).

Foi fundada em 1956 e a 31 de Maio de 1995 foram inauguradas as atuais instalações.

Com uma lotação de 195 camas, o Centro procura proporcionar aos doentes e acolhidos uma oferta de saúde integral que inclui os aspetos físicos, psíquicos, sociais, éticos e espirituais, com caráter eminentemente humanizador.

 

 

Missão

 

A prestação de cuidados diferenciados e humanizados, em saúde mental e psiquiatria, de acordo com as melhores práticas clínicas, com qualidade e eficiência, respeito pela individualidade e sensibilidade do utente, numa visão humanista e integral da pessoa.

 

 

Visão

 

Ser um estabelecimento de saúde com intervenção especializada em saúde mental e psiquiatria, inserido na comunidade, em contínua evolução no sentido de uma adequação sistemática e progressiva às necessidades da população em cada momento, enquadrando na assistência prestada, os aspectos médicos e sociais que englobam a dimensão física, psíquica e espiritual da pessoa doente.

Como instituição de cariz confessional, orienta-se pelos princípios da Doutrina Social da Igreja.

 

 

Valores

 

Conduz a sua atividade no respeito pelos valores do Instituto das Irmãs Hospitaleiras do Sagrado Coração de Jesus:

  • Serviço aos Doentes e Necessitados
  • Sensibilidade para com os Excluídos
  • Acolhimento Libertador
  • Saúde Integral
  • Qualidade Profissional
  • Humanização de Cuidados
  • Ética na Atuação
  • Consciência Histórica

 

 

Política da Qualidade

 

A qualidade é um objetivo institucional inerente à missão do IIHSCJ, cuja concretização constitui um compromisso dos estabelecimentos de saúde, dos profissionais e das equipas. Este compromisso expressa-se na prestação de cuidados globais de saúde, numa dinâmica de melhoria contínua, aos vários níveis de intervenção – prevenção, diagnóstico, tratamento, reabilitação e reintegração, de modo a identificar e satisfazer as necessidades e expetativas das pessoas assistidas e demais partes interessadas – familiares, profissionais, voluntários, entidades parceiras e financiadoras, segundo o princípio de "Fazer o bem, bem feito". Este compromisso expressa-se:  

 

  • Na atenção à pessoa na sua integridade, a sua reinserção na sociedade e a defesa da sua própria dignidade, que se constituem premissas irrenunciáveis e base do modelo hospitaleiro (CII, 63). Implica uma orientação efetiva para as necessidades das pessoas assistidas e suas famílias e significativos, procurando dar resposta aos pedidos e sugestões relativamente aos problemas atuais e futuros (CII, 72);
  • No serviço hospitaleiro, configurado a partir de práticas inclusivas, integradoras e promotoras de vida, que denuncia todas as formas de exclusão e marginalização presentes nos vários contextos e anuncia a igualdade fundamental de todo o ser humano, apelando ao respeito que lhe são devidos. (CII, 40). A ação hospitaleira contribui para uma ação variada, ao nível social, legislativo, administrativo e cultural, destinada a promover e a despertar as forças que constituem e promovem a justiça (CII, 42);
  • No cumprimento dos requisitos legais e regulamentares aplicáveis salvaguardando sempre o respeito pelos direitos humanos e sociais (CII,70);
  • Na promoção da motivação e qualidade do desempenho dos profissionais através do contínuo desenvolvimento das suas competências;
  • No desenvolvimento de projetos partilhados e redes de relações com outras instituições, tendo em vista um melhor aproveitamento de oportunidades e recursos (CII, 72), estabelecendo uma cultura inovadora, baseada na atitude proativa e conjunta entre os profissionais das diferentes áreas e na incorporação de novos conhecimentos (CII, 72) e promovendo a incorporação progressiva de novos elementos tecnológicos que implicam a otimização da qualidade dos serviços (CII, 71);
  • Na promoção da sustentabilidade através de uma racional e eficaz gestão de recursos.
  • No planeamento, monitorização, avaliação e comparação de resultados numa lógica de melhoria contínua, promovendo uma análise e revisão sistemática da prestação de cuidados e integrando uma perspetiva abrangente e participada pelas pessoas assistidas e demais partes interessadas;
  • No compromisso ativo e voluntário da instituição que vai para além das disposições legais existentes e que baseia a sua atividade e gestão em valores éticos que promovem o compromisso social, colaborando na melhorar dos âmbitos económico, social e ambiental ao seu redor. (CII, 80).  

 

Em suma, comprometemo-nos com uma assistência aberta, dinâmica e atualizada, assente numa lógica de aprendizagem contínua e num clima de elevada humanização e qualidade integral e em constante renovação, desenvolvendo respostas inovadoras perante os desafios e necessidades das pessoas assistidas e demais partes interessadas.

 


A Unidade de Saúde das Irmãs Hospitaleiras Lisboa – Clínica Psiquiátrica S. José pretende reforçar a sua equipa de Ajudantes de Enfermaria.

Envie o seu CV atualizado para o seguinte email: recrutamento.cpsj@irmashospitaleiras.pt.

 

Nota: As candidaturas apenas serão válidas através do envio para o email mencionado.

 

Irmãs Hospitaleiras | Unidades de Saúde

A Ciência de Cuidar.

 

 

JoomlaXTC News - Copyright Monev Software LLC

© Copyright 2022, Irmãs Hospitaleiras. Todos os direitos reservados.